Follow antunes_arnaldo on Twitter









   fotos para divulgação
   crédito obrigatório: Fernando Laszlo









Site - Contato
 
Nenhum evento.

Entre a música e a poesia, Arnaldo Antunes

A quase uma semana da apresentação de Iê, iê, iê, os ingressos do show de Arnaldo Antunes haviam se esgotado. O repertório que será apresentado em Porto Alegre, amanhã, durante o 6° Festival de Inverno, não é mais novidade. Em outubro de 2009, o cantor veio à Capital para divulgar o mesmo espetáculo. Mesmo assim, o ex-titã de voz grave e composições que mesclam experimentalismo e certa perspicácia infantil conserva tanto prestígio quanto no início de sua carreira.

No show, que acontece no Teatro do Bourbon Country (Túlio de Rose, 80), às 21h, o público confere canções como A casa é sua, Invejoso e O que você quiser. Não por acaso o nome do disco remete ao estilo dos anos 1960. Baixo, bateria e guitarra incorporam baladas carregadas de um psicodelismo despretensioso que resulta dançante. Postura recorrente na carreira do artista, as composições do seu disco contam com diversas parcerias, entre elas Marisa Monte, Carlinhos Brown, Marcelo Jeneci e Paulo Miklos.A mais recente é a composição Kamasutra, feita com Erasmo Carlos, que logo lançará o seu novo disco, Sexo. Gosto de compor em parceria, pelo desafio de me adequar à linguagem de outras pessoas, o que acaba me levando a caminhos que não exploraria sozinho. Com cada parceiro tem uma história diferente, explica. Mas Arnaldo Antunes não para por aí, seus dons artísticos ultrapassam a seara musical. Na verdade, é difícil estipular as fronteiras que constroem o perfil do artista. Poeta, o cantor também abraça a atividade de artista visual, espaço que encontrou para escancarar seu amor à palavra. Venho exercitando esse trânsito entre linguagens desde o início da carreira. Na verdade, desde a adolescência, quando começei a traçar meus primeiros poemas, ao mesmo tempo em que gostava muito de desenhar e tinha aulas de violão, já com o desejo de compor canções. Para mim é natural esse movimento entre essas diferentes formas de expressão.

As obras carregam influências do concretismo, lançando mão da poesia visual, como em sua estreia na literatura, em 1983, com Ou e - composto por um livro e uma caixa, onde estão 29 poemas soltos feitos de charadas, releituras de textos de Haroldo de Campos e Pagu, entre outros. E é para falar justamente do processo de criação que Arnaldo também ministra, amanhã, a palestra Música, poesia e dinâmicas para composição, às 15h, no Teatro de Câmara, com ingressos a R$ 5,00.


Jornal do Comércio: 26.07.2011
 
 

Famosos prestigiam 22º Prêmio da Música Brasileira

Rio - Muitos famosos compareceram à 22ª edição do Prêmio da Música Brasileira nesta quarta-feira, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O evento, que foi apresentado por Regina Casé e Déborah Bloch, homenageou o sambista Noel Rosa, morto em 1937, aos 26 anos de idade.

Zeca Pagodinho recebeu o prêmio de melhor cantor de samba, enquanto Roberta Sá brilhou com o prêmios de artista revelação e melhor cantora de MPB.

Entre os convidados da festa estavam a cantora Alcione, o cantor Lulu Santos, o baterista dos Titãs, Charles Gavin, e a atriz Letícia Sabatela.

A premiação incluiu sete categorias - MPB, Instrumental, Canção Popular, Pop/Rock/Reggae/Hip hop/Funk, Samba, Especial e Regional - subdivididas em subcategorias, como Melhor Álbum, Melhor Cantor e Melhor Grupo, num total de 29. Além dos prêmios gerais para revelação, arranjador, projeto visual e canção.

Confira a lista completa dos vencedores:

Arranjador
Cristóvão Bastos por "Tantas marés" - Edu Lobo

Melhor canção
"Dolores e suas desilusões", de Monarco e Mauro Diniz - intérprete Zeca Pagodinho (CD "Vida da minha vida")

Projeto visual
Paulo César Pinheiro, disco "Capoeira de Besouro" - Gringo Cardia

Revelação
Luísa Maita

Canção popular
Melhor álbum
"Cine Tropical", de Criolina, produtores Evaldo Luna e Criolina

Melhor dupla
Zezé Di Camargo & Luciano ("Double face")

Melhor grupo
Roupa Nova ("Roupa Nova 30 anos ao vivo")

Melhor cantor
Reginaldo Rossi ("Cabaret do Rossi")

Melhor cantora
Sandra de Sá ("África Natividade")

Instrumental

Melhor álbum
"Gismontipascoal  a música de Egberto e Hermeto", de Hamilton de Holanda e André Mehmari, produtores Hamilton de Holanda e André Mehmari

Melhor solista
Hamilton de Holanda ("Esperança - ao vivo na Europa")

Melhor grupo
Trio de câmara brasileiro ("Saudades da Princesa")

MPB

Melhor álbum
"Quando o canto é reza", de Roberta Sá & Trio Madeira Brasil, produtores Pedro Luís, Marcello Gonçalves e Renato Alscher

Melhor grupo
Os cariocas ("Nossa alma canta")

Melhor cantor
Emílio Santiago ("Só danço samba")

Melhor cantora
Roberta Sá ("Quando o canto é reza")

Pop/rock/reggae/hip-hop/funk

Melhor álbum
"Música de brinquedo", de Pato Fu, produtor John Ulhoa

Melhor grupo
Pedro Luís e a Parede ("Navilouca ao vivo")

Melhor cantor
Lulu Santos ("Lulu acústico MTV II")

Melhor cantora
Vanessa da Mata ("Bicicletas, bolos e outras alegrias")

Regional

Melhor álbum
"Capoeira de besouro", de Paulo César Pinheiro, produtor Luciana Rabello

Melhor dupla
Renato Teixeira e Sérgio Reis ("Amizade sincera")

Melhor grupo
Quinteto Violado ("Quinteto Violado canta Adoniran Barbosa e Jackson do Pandeiro")

Melhor cantor
Vitor Ramil ("Délibáb")

Melhor cantora
Elba Ramalho ("Marco Zero  ao vivo")

Samba

Melhor álbum
"Pra gente fazer mais um samba", de Wilson das Neves, produtores Wilson das Neves, Zé Luiz Mais, João Rebouças e André Tandeta

Melhor grupo
Gafieira São Paulo ("Gafieira São Paulo")

Melhor cantor
Zeca Pagodinho ("Vida da minha vida")

Melhor cantora
Alcione ("Acesa  ao vivo em São Luís do Maranhão")

Finalistas / especiais

DVD
Arnaldo Antunes / "Ao vivo lá em casa", diretor Andrucha Waddington


Álbum em língua estrangeira
"Alma mía" / Leny Andrade, produtor Ruy Quaresma

Álbum erudito
"Chopin the Nocturnes" / Nelson Freire

Álbum infantil
"Quando eu crescer"/ Éramos Três, produtor Éramos três

Álbum projeto especial
"Adoniran 100 anos" / Vários, produtor Thiago Marques Luiz

Álbum eletrônico
"Calavera" / Guizado, produtor Guilherme Guizado Menezes

[Clique para enviar o link da matéria por email (envio por meio do Outlook)] [Clique para imprimir a matéria.]
Aviso importante: O Superclip é um serviço de localização de notícias veiculadas na Internet. As notícias cadastradas são de propriedade de seus autores e respectivas fontes de origem.

Produzido pela Superclip


O Dia: 07.07.2011
 
 

HOJE NA TV


O Globo: 30.06.2011
 
 

poucas&boas


O Dia: 27.06.2011
 
 
 
509 registros:  |< < 86 87 88 89 90 91 92 93 > >|