Follow antunes_arnaldo on Twitter









   fotos para divulgação
   crédito obrigatório: Fernando Laszlo









Site - Contato
 
Próximos eventos:

25/09>São Bernardo do Campo / SP
Arnaldo Antunes DOIS VIOLÕES - São Bernardo Plaza Shopping - Avenida Rotary, 624 - 20:00

27/09>Rio de Janeiro / RJ
Arnaldo Antunes DISCO - Circo Voador - Rua dos Arcos, S/N - Lapa - 22:00

08/10>São Paulo / SP
Arnaldo Antunes DOIS VIOLÕES - Festival Brasileira 6 e Meia - Centro Cultural Correios São Paulo - Av. São João s/n - 19:30

Arnaldo Antunes no Som na Tela

O projeto Som na Tela do cine Líbero Luxardo apresenta hoje o show Arnaldo Antunes - ao vivo no estúdio, a partir das 21h30. O DVD surgiu a partir do show do álbum Qualquer, lançado em setembro de 2006, que foi gravado em estúdio, mas em estilo ao vivo, já que todos os músicos tocavam juntos ao mesmo tempo.

A ideia era registrar o show com característica intimista e acrescentar ao repertório clássicos da carreira solodoex-Titãs,em seus 25 anos de carreira.

O primeiro DVD ao vivo do cantor e compositor paulistano foge a regra dos DVDs resultantes de shows filmados. Antunes encarou o projeto dentro dos limites de uma sala do estúdio. Gravado em 14 de agosto de 2007, no estúdio Mosh, em São Paulo, para uma plateia de 50 convidados sentados no chão, a apresentação foi registrada por oito câmeras e todas as imagens são em preto e branco, o que dá um aspecto mais simples e original ao trabalho.

Segundo o próprio cantor, a opção pelo P&B é uma tentativa de se aproximar do cinema expressionista alemão.

Entre os pontos altos estão as participações de artistas importantes que, de acordo com Antunes, ajudam a contar a sua história musical. Nas faixas dos convidados há a presença dos ex-parceiros de Titãs, Nando Reis em Não Vou Me Adaptar e Branco Mello com Eu Não Sou da Sua Rua, além do guitarrista Edgard Scandurra do Ira, seu parceiro mais constante na carreira solo, que garante o momento mais rocknroll, em Judiaria, de Lupicínio Rodrigues.

Dos Tribalistas, Marisa Monte e Carlinhos Brown aparecem nas faixas Um a Um e Velha Infância. O DVD ainda apresenta a única inédita, Quarto de Dormir, composta em parceria com Marcelo Jeneci.

SERVIÇO:

Cine Líbero Luxardo apresenta ArnaldoAntunes-aovivonoestúdio. Hoje, apartir das 21h30. Entrada Franca. Informações:3202-4321.( Diário do Pará)


Diário do Pará: 10.04.2009
 
 

Arnaldo Antunes ao vivo

O músico, escritor e poeta Arnaldo Antunes tornou-se conhecido no cenário nacional com a banda Titãs, durante a década de 80, uma das principais bandas de rock do período que seguiu o fim da ditadura militar. Antunes participou de sete trabalhos do grupo, onde se destacou por suas composições irreverentes. Além disso, o ex-Titãs também cresceu enquanto escritor, publicando artigos e poemas em diversos jornais e revistas do país, além de alguns livros. O dono deste currículo invejável vem a Brasília para única apresentação do show Ao Vivo no Estúdio.

Mesmo com sua saída do Titãs, Antunes não abandonou a música, que está presente em sua vida desde a juventude. Hoje, com 25 anos de carreira, o compositor coleciona sucessos como Não vou me adaptar, Judiaria e Eu não sou da sua rua, também imortalizados nas vozes de Nando Reis, Lupicínio Rodrigues e Branco Mello.

Além desses sucessos, o músico também possui participações em projetos especiais, como a gravação de um CD, em 2002, ao lado de seus amigos Marisa Monte e Carlinhos Brown. O trabalho do trio recebeu o nome de Tribalistas e emplacou várias canções como as mais tocadas nas rádios, entre elas, Velha infância e Um a um.

Dia 14, a partir das 20h, no Centro Cultural Sesi, em Taguatinga (QNF 24, Área Especial). A entrada é franca. LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS.


ComuniWeb: 08.04.2009
 
 

Festivais de Inverno reúnem feras da MPB no interior de MG

Apesar de produto de período mais intimista do ex-titã, Arnaldo Antunes ao vivo no estúdio, que o cantor paulistano leva à Praça Minas Gerais, em Mariana, sexta à noite, na programação do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, tem provocado os mais variados tipos de reação, segundo o artista. Há locais em que há uma concentração maior do público, enquanto em outros ele fica mais vibrante, apesar de não se tratar de show dançante, conta. Resultado de temporada bem-sucedida que ele resolveu registrar ao vivo, em estúdio, na presença de privilegiados convidados, o show reúne conjunto de canções, a maioria romântica. Na ocasião, o cantor teve a oportunidade de receber como convidados os amigos Nando Reis, Tribalistas, Branco Mello e Edgard Scandurra.

Recém-chegado da Europa, onde se apresentou na Itália e Portugal, acompanhado de banda formada por Chico Salem (violões), Betão Aguiar (violão e guitarra) e Marcelo Jeneci (teclados e sanfona), Arnaldo mostra ao público o repertório integral do projeto, lançado em CD e DVD. A única canção inédita de Arnaldo Antunes ao vivo no estúdio é Quarto de dormir, da parceria com o tecladista que acompanha o cantor e compositor na atual turnê. O destaque fica para sucessos como Qualquer, Saiba, Não vou me adaptar, Se tudo pode acontecer, Socorro e Eu não sou da sua rua, entre outras. Sem a bela cenografia de clima noir, que faz o charme do DVD, o show mantém o vídeo-cenário criado pela dupla Márca Xavier e Doca Corbett, que acompanha Arnaldo desde Qualquer, show e disco de 2007 que geraram os novos lançamentos. As projeções dão clima para Arnaldo cantar e ainda dançar coreografias cuja principal característica é o jeito especial do artista.

Primeiro trabalho do gênero do cantor, que fez projetos ao vivo apenas com os Titãs, Arnaldo Antunes ao vivo no estúdio rendeu a ele o Prêmio TIM de Música 2008, na categoria pop-rock, e uma agenda que não pára de ganhar novas datas vindo de Cisternio (Itália) e Porto (Portugal), de Mariana ele segue para Jaraguá do Sul (9 agosto), Avaré (12 setembro) e Campo Grande (12 outubro). Comemorando 15 anos de carreira solo, em grande estilo, Arnaldo que já lançou nove discos depois dos Titãs, além de um com os Tribalistas, admite que vive fase amadurecida, na qual tem experimentado novos formatos.

A sonoridade mais serena desse trabalho, segundo diz, exige dele volume maior de voz, apesar de estar cantando em uma região (grave) confortável e até mais natural de sua voz. Com o repertório inédito de um novo disco praticamente pronto, ainda este ano ele voltará ao estúdio para registrar as composições. Já há inclusive um conceito, antecipa. Ano que vem, Arnaldo pretende gravar a parceria com Edgar Scandurra, com o qual trabalha desde o início da carreira solo.

ARNALDO ANTUNES & BANDA - Sexta, às 21h, na Praça Minas Gerais, Centro de Mariana, na programação do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana.


UAI: 25.07.2008
 
 

As inquietações de Arnaldo Antunes
Opinião

No sábado uns foram ver Lou Reed e os outros foram reviver o mundo depressivo de Leonard Cohen. Eu preferi ir ver Arnaldo Antunes, que foi o vocalista da banda histórica brasileira Titãs, e os seus jogos de palavras, na Gulbenkian. Foi uma pequena festa em volta dos temas dos álbuns "Qualquer" e "Ao Vivo no Estúdio".

Há uma magia clara no universo sonoro e das palavras que ele transmite enquanto se desloca entre o palco e a audiência. Mas, na sua modernidade, o som que Arnaldo Antunes nos oferece corta com as fronteiras habituais onde se move um grupo pop ou rock. Não havia aqui bateria ou percussão: há violões, teclados e sanfona. E isso chega. Sobra, até, como fundo emocional para as palavras do cantor. É a inquietação que fica como mensagem de Arnaldo Antunes. Ainda bem que o vi, assim, ao vivo.


Jornal de Negócios: 25.07.2008
 
 
 
470 registros:  |< < 86 87 88 89 90 91 92 93 > >|